A importância do Departamento Fiscal para uma empresa

Tempo de leitura: 3 minutos

departamento fiscal

Nas grandes empresas, é comum ter departamentos dedicados, como por exemplo, o fiscal. E isso traz inúmeras vantagens competitivas, garantindo uma melhor gestão dos recursos e uma aplicação melhor das verbas.

Mas será que uma pequena ou média empresa, não deve, também, apostar na criação de um departamento fiscal ou se assegurar que sua contabilidade contratada está atendendo suas necessidades? Não se engane que somente porque sua empresa ainda não alcançou os patamares dos grandes negócios que deve se descuidar desta área. Talvez você esteja perdendo – ou deixando de incrementar – o lucro que o negócio pode alcançar.

Pensando nisso, separamos aqui algumas razões para ajudar você a compreender qual é a importância de um departamento fiscal para uma empresa. Veja a seguir:

buscar contadores - encontrei contador

  1. Enquadramento no Regime Tributário Correto

    Apesar de parecer simples, o regime tributário é complexo e cheio de particularidades. Além disso, ele dita que tipo e qual a quantidade de tributos que devem ser pagos pela sua empresa. Ou seja, afeta a lucratividade em seu ponto crucial.

    Se sua empresa estiver enquadrada em um regime errado, poderá sofrer sanções e será obrigado a pagar multas durante muitos anos que podem em casos mais graves, inviabilizar seu negócio ou então, está pagando mais impostos do que deveria e perdendo em competitividade no mercado.

  2. Tributos apurados de acordo com a legislação e sempre em dia

    A sonegação de tributos é um crime grave contra a ordem tributária, e a falta de conhecimento leva muitos empresários a cometê-lo sem se dar conta. Um contador tem conhecimento de tudo isso, desde os tributos mais comuns, como por exemplo, COFINS, ICMS, CSLL, entre outros, até os mais complexos de serem calculados, que são aqueles que ficam retidos na fonte. Entre eles podemos citar IRRF, ISS, INSS e afins.

  3. Entrega de documentos

    Toda empresa precisa enviar documentos periódicos informando seu pagamento de tributos, como está sua saúde fiscal e por aí vai. São os demonstrativos como o EFD-contribuições, DIMOB, DCTF e outros.

    Mantê-las em dia exige tempo, dedicação e conhecimento profundo. Por isso, contar com um contador sempre por perto é a melhor forma de garantir que tudo está sendo feito como deveria.

  4. Controle e Escrituração

    O preenchimento e armazenamento das informações para os livros fiscais não é uma tarefa que possa ser feita por qualquer pessoa. É preciso ter cuidado com os livros de entrada, de saída, registros de impostos pagos, de apuração do ICMS e outros.

    Além disso, agora para muitos setores, é exigido o SPED FISCAL, que nada mais é do que o Conjunto de escriturações de Documentos Fiscais. Seu preenchimento não pode conter erros.

Estes são somente alguns dos pontos mais técnicos que mostram o quanto contar com um departamento fiscal ágil e competente pode colaborar para o maior controle das finanças, investimentos e gastos da sua empresa.

Mas as vantagens vão além, afinal, um departamento fiscal poderá colaborar com o planejamento para o futuro e a construção das ações para garantir o crescimento sustentável da sua empresa.

Não espere que sua empresa cresça antes para criar um departamento fiscal ou fazer uma parceria saudável com seu contador. Invista hoje, mesmo que pequeno, e alcance o sucesso de forma mais rápida, segura e protegida.