Contabilidade

Tempo de leitura: 10 minutos

contabilidade

A contabilidade é essencial para a tomada de decisões em uma empresa, seja ela pequena ou grande. É uma área de ciência que estuda e avalia as variações qualitativas e quantitativas de recursos financeiros, bens, direitos e até obrigações.

Além disso, também é a área que arquiva todas as movimentações financeiras e possibilita um acompanhamento seguro a curto e em longo prazo. São os contadores que preenchem e organizam livros caixa e quaisquer outros registros.

Pode-se dizer, portanto, que o departamento de contabilidade de uma empresa é o verdadeiro responsável pelo controle dos recursos financeiros, pagamentos de impostos e muitas outras atividades que envolvem dinheiro ou bens.

buscar contadores - encontrei contador

Video: CONTABILIDADE

Neste video conheça por que a contabilidade é essencial para sua empresa

Objetivos da contabilidade

O principal objetivo da contabilidade é fornecer todas as informações necessárias para facilitar a tomada de decisão em relação ao patrimônio. Provê também todos os dados a respeito da situação econômica e financeira e é uma das formas mais seguras de planejar investimentos futuros em uma empresa.

Através dos dados fornecidos e analisados pela área de contabilidade, é possível avaliar tendências, corrigir erros e garantir que uma lucratividade real está sendo alcançada em todas as operações de um negócio, seja ele de qualquer área de atuação.

Quando presta serviços para pessoas físicas, a contabilidade tem como principal objetivo controlar, aferir e garantir a saúde financeira e o pagamento de todas as obrigações, como impostos, por exemplo, sem que aja prejuízo para o cidadão e para o governo.

Atividades da Contabilidade

Há quem pense que investir na criação de um departamento de contabilidade é algo somente para grandes empresas, e que a principal atividade da área é tomar conta do pagamento de impostos.

Não é bem assim. De forma ampla, cabe ao departamento de contabilidade controlar, organizar e armazenar todas as atividades que digam respeito à administração financeira e contábil de uma empresa ou pessoa física.

Entre as muitas atividades que envolvem a contabilidade, podemos citar:

  • Supervisionar e acompanhar o pagamento e controle financeiro;
  • Analisar e controlar investimentos;
  • Manter o controle e analisar a escrituração contábil;
  • Fornecer relatórios sobre todos os bens;
  • Controlar e armazenar todas as informações referentes a pagamentos, recebimentos e investimentos feitos pela empresa;
  • Fornecer informações a respeito de tendências econômicas;
  • Garantir a tomada correta de decisão quando se refere a novos investimentos, gastos e redução de despesas;

Ou seja, toda e qualquer movimentação financeira é registrada e analisada pela contabilidade e repassada para os interessados através de relatórios que permitem compreender, aferir e tomar decisões de forma mais efetiva.

A contabilidade está sempre observando o presente das contas de uma empresa ou pessoa, analisando quais foram os acontecimentos passados e possibilitando uma previsão melhor de como a situação econômica da empresa e do mercado será no futuro.

Empresas que desde pequenas investem na criação de um departamento de contabilidade qualificado, são capazes de compreender melhor sua saúde financeira, fazer uma melhor gestão de gastos e planejar os próximos passos com muito mais segurança, sabendo de verdade quais são os riscos e vantagens que podem ser conquistadas.

As diversas atividades que a contabilidade engloba possibilitaram a criação de profissionais especialistas para atendimento de necessidade especificas das empresas, exemplos:

  • Abertura de Empresa
  • Planejamento Fiscal
  • Escrituração fiscal

Algumas empresas optam por ter seus próprios funcionarios para gerenciar atividades relacionadas a contabilidade, criando departamentos como:

História da Contabilidade

Muitos acreditam que a contabilidade é uma invenção das sociedades modernas, cuja criação se deu com o surgimento do capitalismo. Mas enganam-se aqueles que acreditam nisto, pois a ciência é tão antiga quanto à própria população.

historia-da-contabilidade

Uma boa maneira de começar a entender o surgimento da contabilidade é voltando milhares de anos atrás, quando as sociedades primitivas deixando de ser coletivistas e nômades e passaram a se dedicar à agricultura. Esta transformação na forma de vida, fez com que surgisse a noção de território, pois a migração havia acabado. A pessoa que “comandava” o território o deixava como legado a seus descendentes, e assim surge o termo patrimônio, utilizado para designar a herança.

Avançando um pouco na história, chega-se às sociedades do mundo antigo, como a egípcia e a fenícia. Estas sociedades tinham uma organização social bastante complexa, que incluía a organização do comércio organizado em torno da troca. Assim, era necessária a realização de registros das operações comerciais. Para ter ideia, há escritos babilônicos que descrevem a cobrança de impostos pelo governo em 2.000 a.C. e registros egípcios similares datando de 6.000 a.C.

Contabilidade na era medieval

Se a contabilidade é plantada pelos povos da Antiguidade, é na Era Medieval que ela começa a florescer. É necessário lembrar que neste período ocorrem grandes mudanças na forma de organização das sociedades. Dentre essas mudanças temos a organização social nos feudos – a morada com segurança trocada por trabalho, o surgimento de grandes invenções como o moinho a vento, a aperfeiçoamento das técnicas agrícolas, o trabalho artesanal, dentre outras.

Essas mudanças foram levando a organizações sociais cada vez maiores (que depois resultariam em Paris e Londres, maiores cidades da Europa Medieval), e a troca já não era um sistema capaz de dar conta das operações comerciais. No séc. XIII surge então a noção de capital, tido como o montante injetado pelas famílias proprietárias de empresa, e com ela o capitalismo. É publicado o livro Liber Abaci, do italiano Leonardo Pisano. Neste livro, estudavam-se pesos e medidas, câmbio, técnicas matemáticas, dentre outros.

E por uma necessidade natural imposta pelo capitalismo, à contabilidade foi se aperfeiçoando e tornando-se mais analítica, e no séc. XIV já é possível encontrar registros de uma grande variedade de custos industriais e comerciais.

Contabilidade do período moderno à atualidade

Com o final da Idade Média e início da Idade Moderna, muitas coisas significativas em termos de contabilidade ocorreram. Nesta época, houve as grandes descobertas e a reforma religiosa. Nunca a Europa experimentou um período tão prospero como este, devido principalmente ao trabalho escravo e exploração das colônias. Com quantidades quase incalculáveis de riquezas, era necessário estabelecer procedimentos para o controle das mesmas, e a técnica contábil, ainda predominante italiana, faz-se necessária.

Essa hegemonia durou até o período contemporâneo, quando os EUA, com grandes corporações, novos modelos de negócios e pesquisas sérias, tornou-se o principal influenciador da contabilidade e continua até hoje, já que o aumento dos níveis de complexidade do mercado, com a globalização e explosão das tecnologias, contribui muito para isso.

Contabilidade no Brasil

Como já vimos, podemos dizer que a contabilidade surgiu da necessidade social de proteção ao patrimônio e também para interpretar tudo o que ocorria com os objetos materiais. Quando o homem deixou a caça para criar gado e agricultura a organização econômica começou a ser baseada em divisão de propriedades e com isso cada um criava sua própria riqueza. A origem da contabilidade então está conectada à necessidade de se registrar tudo que acontecia no comércio.

contabildiade-no-brasil

Assim como na história da humanidade, com o Brasil não foi diferente. Já na sua descoberta no ano de 1.500 a área contábil já se iniciava, porém foi em 1770 que a primeira regulamentação dessa profissão foi criada no nosso país. No caso a regulamentação foi criada para exigir que aqueles que trabalhavam na área da contabilidade tivesse um registro de matrícula. Nessa época o profissional era chamado de guarda-livros, e esse termo foi utilizado até os anos setenta. O interessante é que a profissão Guarda-livros foi à primeira ocupação liberal a ser regulamentada no nosso país.

A partir da regulamentação a área foi se aprimorando, e os profissionais eram cada vez mais capacitados, na época eles precisavam dominar o português e o francês além de ter uma ótima caligrafia, até que a máquina de escrever foi lançada e com isso exigia-se que os guarda-livros desenvolvessem com maestria os processos de datilografia.

O desenvolvimento da contabilidade no Brasil

Com a fundação do Instituto Brasileiro de Contadores Fiscais em 1915 e o surgimento das Associações dos Contadores de São Paulo e Rio de Janeiro a profissão começa a mostrar mais maturidade e congressos ocorriam para fazer campanhas para a regulamentação agora da profissão de contador e não mais guarda-livros. No início dos anos 1930 instaurou-se o Conselho Federal de Contabilidade e Conselho Regional de Contabilidade e com isso novos contadores habilitados na área foram matriculados e puderam começar a exercer a profissão no Brasil.

Depois da regulamentação da profissão foi criado o curso superior de contabilidade e com isso a contabilidade só cresceu no país. Foi criado o Conselho Federal de Contabilidade que lutou para melhorar as condições de trabalho e também do funcionamento de todos os conselhos regionais que abrigavam diversos profissionais espalhados pelo Brasil.

Graças a todas essas conquistas e lutas que foram travadas desde o descobrimento do país hoje a profissão é super conceituada e existe uma rígida fiscalização de registro de todos os profissionais que se formam contadores. São os Conselhos Regionais em parceria com o Conselho Federal e também com as universidades do país que permitem que os profissionais da área contábil tenham boas condições de trabalho e de qualificação. Com todas as regulamentações é cobrado desses profissionais que desenvolvam um bom trabalho e apresentem serviços de qualidade para a sociedade brasileira, protegendo a classe de profissionais mal intencionados e muitas vezes sem conhecimento algum, que podem vir a queimar o nome da profissão e não desenvolver suas obrigações da melhor forma possível.

Escritórios de Contabilidade

Empresas podem contar com escritórios de contabilidade terceirizados para realizar procedimentos de rotinas contábeis, trabalhistas, como também terceirizar planejamentos e consultas fiscais, caso não tenha um departamento fiscal próprio.

Video: ESCRITÓRIO DE CONTABILIDADE

Vamos falar um pouco mais sobre os escritórios de contabilidade e seus profissionais presentes em todas as regiões brasileiras. Realizamos uma coletânea de informações sobre os profissionais da contabilidade de cada estado, confira abaixo clicando na sigla de cada estado e do Distrito Federal:

Ebook checklist para abertura de empresa

Insira o seu endereço de email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!>

  • Gisele

    Estou gostando muito do conteúdo do blog 🙂